quarta-feira, 25 de maio de 2011

                    O  MUNDO GRÉCIA
Introdução 
   A civilização grega surgiu entre os mares Egeu, Jônico e Mediterrâneo, por volta de 2000 AC. Formou-se após a migração de tribos nômades de origem indo-européia, como, por exemplo, aqueus, jônios, eólios e dórios. As pólis (cidades-estado), forma que caracteriza a vida política dos gregos, surgiram por volta do século VIII a.C. As duas pólis mais importantes da Grécia foram: Esparta e Atenas.

    Esta civilização se destaca pela capacidade de evolução social urbana, suas cidades são as somas das civilizações anteriores, que muito contribuíram para sua formação.Ao longo de sua trajetória se desenvolveu até ocupar a posição estratégica de grande importância e conflitos.. Forte política e militarmente os gregos deixaram como legado uma rica e belíssima contribuição  na  arquitetura,  religiosidade, cultura, na filosofia, na  razão, na exposição da arte, nos jogos Olímpicos, na valorização da beleza feminina e do homem e principalmente na prática da democracia.




















disponivel em:
http://umolharsobreomundodasartes.blogspot.com/2009/03/arte-da-antiguidade-classica-arte-grega_17.html



ESCOLA ESTADUAL C.R.E.J.A  SEVERINO UCHÔA
SÉRIE: EJA
TURMA: “C2”
TURNO: NOTURNO
DATA: 12/05/2011
PROFESSORA REGENTE: Dulcirene Cardoso Tavares
ESTAGIÁRIOS: Mislana Rejane
                               Vânia Mendes da C. Santos

PLANO DE AULA 06
·         TEMA:  GRÉCIA

·         CONTEÚDOS
   *A guerra de Peloponeso
            *Alexandre – O Grande
*Período macedônio ou Helenístico

·         HABILIDADES
*Distinguir  as delos de Atenas e Esparta e   os motivos da rivalidade, ponto fundamental para a guerra de Peloponeso.
*Caracterizar  as conquistas de Alexandre e a difusão da cultura grega com a oriental.
*Conceituar  o helenismo como ponto fundamental para transição entre o domínio grego e o apogeu romano.
·         COMPETÊNCIAS
*Diferenciar as delos de Esparta e Atenas, bem como seus interesses conflitantes  que levaram a guerra de Peloponeso.
*Analisar a difusão da cultura grega através das conquistas territoriais  no domínio de Alexandre- O grande
*Relacionar a difusão da cultura grega com a oriental ,como um marco de transição para o domínio e apogeu romano.
METODOLOGIA
Aula expositiva, onde em um semicírculo foi proporcionado um  aprofundamento sobre o tema , com questionamentos feito pelos alunos podendo ser respondido por eles mesmo.
·         RECURSOS DIDÁTICOS
Quadro e giz, questionário.
·         AVALIAÇÃO
Aplicação de questionário, e debate sobre o contexto.
·         BIBLIOGRAFIA
CAMPOS, Flavio de.A escrita da história:ensino médio:volume único/Flavio de Campos e Renan Garcia Miranda.1ª edição.São Paulo.Escala Educacional,2005,pag. 50-67.

                                              
                                              Atividade sobre Grécia
1)      Explique o temor que outras cidades tinham em relação com Atenas.

2)      O que foi a Guerra de Peloponeso?

3)      O que eram as Ligas? Quais seus propósitos?

4)      Como terminou a Guerra de Peloponeso?Quem venceu?

5)      Quem liderava o controle militar Macedônio ao invadir a Grécia? Comente sobre ele.

 ATIVIDADE PEDAGÓGICA 
  

 A professora  estagiaria Vânia, afim de aproximar os alunos do assunto: Grécia,reuniu os alunos e realizou uma atividade de perguntas e repostas,de forma descontraída ajudou a tirar as duvidas dos alunos.  

                                              foto:Mislana Rejane
                                             ( execucão da atividade)
                                                 foto:Mislana Rejane

                                             ( execucão da atividade)

quarta-feira, 18 de maio de 2011


FIQUE ESPERTO...
Péricles
Foi um grande estrategista, considerado um verdadeiro cidadão ateniense. Durante o seu governo Péricles transformou Atenas em um verdadeiro império, sendo ele responsável pelo desenvolvimento amplo da modernização, do comércio e da política. Liderou  a Liga de Delos, uma confederação para proteger e preparar militarmente Atenas na guerra contra os Persas, desviando recursos para infra-estruturar em obras públicas. Durante os primeiros dois anos da guerra de Peloponeso, Atenas teve consideráveis vitórias sobre a potente Esparta, sob o comando de Péricles. Sua importância é tamanha que o século de seu governo é conhecido como “Século de Péricles”

        
         Alexandre o Grande
Considerado um gênio militar, Alexandre da Macedônia mostrou-se ainda jovem, um rapaz  inteligente, audacioso e destemido. Tornou-se rei aos 20 anos e foi o maior conquistador do mundo antigo. Excelente militar com punho de ferro   invadiu  a Grécia para conquistá-la, em sua expansão imperial pela Ásia e Europa . Alexandre O Grande ao invadir Atenas , encontra uma Grécia fraca e arrasada pelas sucessivas guerras internas agravada pela peste de 428 a.C.
ESCOLA ESTADUAL C.R.E.J.A SEVERINO UCHÔA
SÉRIE: EJA
TURMA: “C2”
TURNO: NOTURNO
DATA: 12/05/2011
PROFESSORA REGENTE: Dulcirene Cardoso Tavares
ESTAGIÁRIOS: Mislana Rejane
                               Vânia Mendes da C. Santos

PLANO DE AULA 05
·         TEMA:  GRÉCIA

·         CONTEÚDOS
*A ascensão de Atenas e guerra contra Pérsia
*Formação da Liga de Delos
*Péricles- principal personalidade ateniense do século V a.C
·         HABILIDADES
*Caracterizar as causa que tornam Atenas superior às demais cidades-estados, e sua força na guerra contra os persas.
*Distinguir a função da Liga de Delos e a supremacia e liderança Ateniense sobre ela.
*Identificar  a importância de Péricles como um estadista, orador e militar fundamental para a vitória contra os persas.
·         COMPETÊNCIAS
*Diferenciar as características políticas e militares que elevam o poder de Atenas.
*Sintetizar a importantes da Liga de Confederação de Delos.
*Analisar o poder de governo de Péricles como fundamental para vitória contra os persas.
·         METODOLOGIA
Aula expositiva.
·         RECURSOS DIDÁTICOS
Quadro e giz, questionário.
·         AVALIAÇÃO
Aplicação de questionário.
·         BIBLIOGRAFIA
CAMPOS, Flavio de. A escrita da história:ensino médio:volume único/Flavio de Campos e Renan Garcia Miranda.1ª edição.São Paulo.Escala Educacional,2005,pag. 50-67.

SE APROFUNDANDO NO ASSUNTO...

RAZÂO GREGA
O período Clássico da Grécia Antiga foi uma época de grande esplendor e de grandes expressões culturais, favorecendo o desenvolvimento do intelecto, tendo como maior expressão à filosofia grega, expressão esta, que também se fez presente na política, nas ciências, nas artes, na escultura, na poesia, na arquitetura e no teatro, pois a valorização da razão e da compreensão real e científica das coisas da vida se tornara fundamental para o saber grego.
www.presenteparahomem.com.br/a-historia-das-olimpiadas-da-grecia-antiga-ate-a-era-moderna/

776 a.C. As Olimpíadas eram uma grande expressão de que, embora os gregos dessem o devido valor ao saber filosófico não se afastava de suas crenças religiosas. Os jogos olímpicos ocorriam de quatro em quatro anos, e era uma cerimônia cívica e também religiosa, ocorriam em grande expressão em Olímpia (montanha mais alta da Grécia onde vivia Zeus). O estádio de Olímpia tinha o formato da letra U e nele os espetáculos eram realizados e assistidos apenas por homens. A celebração tinha uma devoção de estética da beleza do corpo humano que era ofertado como sacrifício sagrado aos deuses.
Imagem que retrata o estádio de Olímpia  durante  festividade

segunda-feira, 9 de maio de 2011


       
Ágora: Lugar da voz

Para os gregos antigos o povo deveria ter poder de voz, a palavra democracia tem esse sentido “povo do poder”, no Estado. Para eles as cidades deveriam ter espaço aberto para a expressão dos pensamentos humanos, deveria ser aberto para o mundo, e para isso um espaço reservado era a Ágora um lugar que tinha múltiplas finalidades e se realizava diversas atividades.Era um lugar para religiosidade, para dançar, comer, cantar, negociar, votar, fazer política, mas, não havia uma voz dominante.A Ágora era um lugar de liberdade da polias ateniense era o coração da cidade.


ESCOLA ESTADUAL C.R.E.J.A SEVERINO UCHÔA
SÉRIE: EJA
TURMA: “C2”
TURNO: NOTURNO
DATA: 05/05/2011
PROFESSORA REGENTE: Dulcirene Cardoso Tavares
ESTAGIÁRIOS: Mislana Rejane
                               Vânia Mendes da C. Santos

PLANO DE AULA 04
·         TEMA:  GRÉCIA

·         CONTEÚDOS
*O período Clássico V –IV a.C
*O apogeu da democracia

*A cultura grega
*O papel da escravidão na economia
* O papel da mulher na vida social grega

·         HABILIDADES
*Distinguir as a mudanças que caracterizam a passagem do período arcaico para o clássico.
*Identificar  os elementos que permitem a democracia
*Caracterizar os aspectos culturais da sociedade grega.
*Analisar o papel do escravo na produção agrícola e na expansão comercial.
*Identificar  a participação das mulheres no cenário social grego.
·         COMPETÊNCIAS
*Diferenciar as alterações que a Grécia passa, e testifica o período clássico.
*Analisar o processo democrático e as mudanças que esse proporciona para população grega.
*Relacionar as formas culturais do modo de vida grego, e sua importância.
* Compreender o comportamento da mulher inserida na vida social grega.
METODOLOGIA
Aula expositiva.
·         RECURSOS DIDÁTICOS
Mapas, quadro e giz, questionário.
·         AVALIAÇÃO
Aplicação de questionário.
·         BIBLIOGRAFIA
CAMPOS, Flavio de.A escrita da história:ensino médio:volume único/Flavio de Campos e Renan Garcia Miranda.1ª edição.São Paulo.Escala Educacional,2005,pag. 50-67.




Se Aprofundando no Tema...
O período chamado clássico na Grécia se revela muito maior do que somente civilização que deixou    para a história “monumentos arquitetônicos”, esse período deixou um grande avanço nos sentidos de explorar a razão do homem no desenvolvimento intelectual, político, cientifico, teatral, nas artes, na cultura, na poesia, na arquitetura , na geometria, na astrologia,e na filosofia. Os homens de seu tempo caracterizavam o desenvolvimento com base na educação acreditavam que ela não devia se restringir apenas às classes dominantes, a educação deveria ser para todos e só assim, absorvendo conhecimento o homem poderia ter uma civilização desenvolvida e menos desigual,em Atenas ler, escrever e aritmética era de acesso a todas as pessoas livres  a democracia que surge na Grécia é um reflexo que homem precisar lutar para aprimorar sua vida social em prol de todos.A chave da democracia fazia a assembléia ser compostas de cidadãos comuns em uma representação direta para debater, intervir em propostas de impostos,obras públicas,  paz ou guerra.

http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http:// www.klepsidra.net/klepsidra26/maquete.jpg&imgrefurl= http://www.klepsidra.net/klepsidra26/agora.htm&usg= __9CxHwyD1TdjEhwLuaT84t6mH8KE=&h=242&w=528&sz=87&hl=pt-BR&start= 0&sig2=vcOWenB1knh9sQOIEEVWRQ&zoom=1&tbnid= xelRcLobkqG9IM:&tbnh=93&tbnw=203&ei=r1TITeigCozogQfx6_TLBA&prev=/search%3Fq%3DAgora%2Bgrego%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26biw%3D1020%26bih%3D491%26tbm%3Disch&um=1&itbs=1&iact=rc&dur=515&page=1&ndsp=8&ved=1t:429,r:2,s:0&tx=115&ty=45 

ESCOLA ESTADUAL C.R.E.J.A. SEVERINO UCHÔA
SÉRIE: EJA
TURMA: “C2”
TURNO: NOTURNO
DATA: 28/04/2011
PROFESSORA REGENTE: Dulcirene Cardoso Tavares
ESTAGIÁRIOS: Mislana Rejane
                               Vânia Mendes da C. Santos
PLANO DE AULA 03
·         TEMA:  GRÉCIA

·         CONTEÚDOS
            * religiosidade, cultura e mitologia - jogos olímpicos.
            *Atenas e a democracia
 *Esparta
 *Laconismo
·         HABILIDADES
*Distinguir as crenças religiosas e sua importância na vida grega, bem como seu o papel  em muitos segmentos da vida social ,como na cultura e na mitologia, cercadas de expressões religiosas.
*Identificar a criação dos jogos olímpicos e seu papel social.
*Caracterizar as diferenças e divergências que existiam entre Atenas e Esparta.
*Analisar o laconismo que ocorreu em Esparta,  como um período
·         COMPETÊNCIAS

*Analisar a importância da religião em todos os segmentos da vida social grega.
*Sintetizar a criação dos jogos olímpicos e sua importância dentro do desenvolvimento social grego.
*Relacionar a vida social entre Esparta e Atenas, bem como as divergências que .....
 *Analisar o laconismo como período
METODOLOGIA
Aula expositiva.
·         RECURSOS DIDÁTICOS
 Quadro e giz, questionário.
·         AVALIAÇÃO
Aplicação de questionário.
·         BIBLIOGRAFIA
CAMPOS, Flavio de.A escrita da história:ensino médio:volume único/Flavio de Campos e Renan Garcia Miranda.1ª edição.São Paulo.Escala Educacional,2005,pag. 50-67.
                                Saiba mais....religiosidade e templos

A adoração dos gregos era politeísta, para eles, os deuses que moravam no Olímpio ( montanha mais alta da Grécia) eram dotados de sentimento e razão semelhante  aos humanos, por isso podiam sentir amor, ódio, ciúmes, perdão, guerreavam, podiam se casar e ter filhos. Assim os deuses não eram uni presentes, nem uni potentes, cada um tinha poder sobre determinado elemento da natureza, o que implicava diretamente na vida de cada ser humano, que lhes reverenciavam e faziam-lhes oferenda. Existia templos e altares específicos destinados à adoração de cada um deles, inclusive , temendo excluir algum deus de suas adorações( temendo a punição por isso) havia um altar sempre vazio destinado a um deu desconhecido.
                               Templo de Artemis                              
 Figura1 http://www.misteriosdahumanidade.com/2010_06_09_archive.html

                                           
                     reunião no templo para adoração dos deuses
                                                                  

                        ZEUS -DEUS DOS DEUSES                

               POSEIDON –DEUS DAS AGUAS


sábado, 7 de maio de 2011

ESCOLA ESTADUAL C.R.E.J.A SEVERINO UCHÔA
SÉRIE: EJA
TURMA: “ C3”
TURNO: NOTURNO
DATA: 04/05/2011
PROFESSORA REGENTE: Dulcirene Cardoso Tavares
ESTAGIÁRIOS: Mislana Rejane
                               Vânia Mendes da C. Santos

PLANO DE AULA 01
·         TEMA:  GRÉCIA

·         CONTEÚDOS:
*Antecedentes gregos XV – XII a.C
*Racionalismo Grego
*O mundo minóico, micênico e dório
*Período Homérico; a importância da literatura de Homero - Ilíadas e Odisséia
*A pólis grega – cidades-Estado
·         HABILIDADES
*Caracterizar os períodos que antecederam a formação dos gregos através das civilizações que o compuseram.
*Distinguir as características do racionalismo através do pensamento grego.
*Reconhecer a importância da literatura para  educação grega e suas principais obras.
*Identificar  as características das polis e formação das cidades-Estados.
·         COMPETÊNCIAS
*Analisar a formação da Grécia através dos vários que povos que contribuíram para sua construção.
*Diferenciar o modo de pensar dos povos gregos comparados as civilizações de sua época.
*Sintetizar as obras literárias bem como a importância delas na vida grega.
*Relacionar o poder e independência das cidades -Estados.
·         METODOLOGIA
Aula expositiva.
·         RECURSOS DIDÁTICOS

Mapa, iconografias, questionário.
·         AVALIAÇÃO

Debate e questionário.

·         BIBLIOGRAFIA
CAMPOS, Flavio de.A escrita da história:ensino médio:volume único/Flavio de Campos e Renan Garcia Miranda.1ª edição.São Paulo.Escala Educacional,2005,pag. 50-67.




ESCOLA ESTADUAL C.R.E.J.A  SEVERINO UCHÔA
SÉRIE: EJA
TURMA: “C3”
TURNO: NOTURNO
DATA: 04/05/2011
PROFESSORA REGENTE: Dulcirene Cardoso Tavares
ESTAGIÁRIOS: Mislana Rejane
                               Vânia Mendes da C. Santos

PLANO DE AULA 02
·         TEMA:  GRÉCIA

·         CONTEÚDOS

*O período arcaico VIII - VI a.C 
*A expansão grega ( diáspora) pelo mediterrâneo; economia grega.

·         HABILIDADES

*Distinguir as características que diferenciam o período arcaico, no tempo e espaço.
*Identificar a localização do território na formação grega.
*Caracterizar a sociedade grega através de suas atividades comerciais e manufatura.
·         COMPETÊNCIAS
*Analisar a formação da sociedade grega,dentro do período histórico.
*Sintetizar a localização geo-histórica da Grécia em sua formação.
*Compreender a vida social do grego dentro dos aspecto de produção econômica.
·         METODOLOGIA
Aula expositiva.
·         RECURSOS DIDÁTICOS

Mapas, quadro e giz, debate
·         AVALIAÇÃO

Debate, questionário.
·         BIBLIOGRAFIA
CAMPOS, Flavio de.A escrita da história:ensino médio:volume único/Flavio de Campos e Renan Garcia Miranda.1ª edição.São Paulo.Escala Educacional,2005,pag. 50-67.

                                          Localização Geográfica da Grécia Antiga
                                                                    MAPAS

       

                                                                       Exercício

1)      Quais os povos que antecederam a civilização grega? Escreva um pouco sobre um deles.

2)      O que são pólis?

3)      O que são Cidades-Estados?

4)      Quais as principais Cidades – Estados gregas?


5)      Explique como nasceu a democracia grega, e cite alguns benefícios para a sociedade.

6)      Cite algumas características sociais que surgiram ainda no período grego arcaico.


7)      Marque V ou F nas alternativas a seguir.
(   ) Esparta era a maior e principal cidade-Estado grega.
            (   )A economia grega arcaica se baseava na agricultura, na criação, grandes propriedades, no comércio marítimo e no artesanato.
(   )O período Homérico se referia especificamente ao rei Homéro
(   )A guerra de Tróia é mais conhecida história das Ilíadas.
(   )A diáspora grega foi a dispersão de sua civilização para vastos territórios.
(   )No período arcaico a principal fonte de informsção era as obras de Homéro,como Ilíadas e Odesséias,o que caracterizou o período Homérico.
8)      Explique porque os historiadores contestaram os episódios narrados nas Ilíadas sobre a guerra de Tróia.




                                         APOSTILA DE HISTÓRIA
 PERÍODO ANTERIOR AO GREGO
Minóicos- Foi uma civilização que se desenvolveu na ilha de Creta , a maior ilha do mar Egeu, entre 2700 a.C. e 1450 a.C. Teve como principal centro a cidade de Cnossos, essa sociedade é marcada por ser uma sociedade matriarcal.Não se sabe a real origem, eram agricultores, e se destacavam na arquitetura
Micênicos- Civilização que atingiu seu apogeu do século XIV-XII a.C, eram comerciantes e dominaram vastos reinos, povos que procediam do continente e teriam invadido, dominado  e assimilados a cultura cretense (ilha de Creta), dominando os Minóicos, opucaram a região e sua contribuição foi fundamental para a civilização grega principalmente nas crenças religiosas,arquitetura, língua e agricultura.
Dórios-  Foram uma das 3  principais tribos em que os antigos gregos dividiam a si próprios, ao lado dos jônico e eólicos. Ocorre a primeira diáspora grega, ou seja, a dispersão dos gregos fora de sua terra Durante muito tempo se atribuiu à invasão dos Dórios a destruição das cidades de  micênicas, mas há controvérsia entre os historiadores sobre não haver vestígios de tal invasão.
Corintos- Do século V ao IV a.C a arquitetura grega veio a se somar ao estilo coritio caracterizava por um capitel típico cuja extremidade era decorada por folhas de acanto.
Período arcaico – (800-500 a.C)  Este  é  o nome que se dá ao período da  Grecia Antiga  em que ocorreu o desenvolvimento cultural, politico, e social, situado entre o século VII-V a.C.  As polís são transformadas em Cidades-Estados, possindo autonomia e poder econômico e político independentes. Nesta altura dão-se os primeiros avanços significativos para a ascensão da  democracia e observa-se também uma revitalização da linguagem escrita. Durante esse período ouve o surgimento do alfabeto fonético, desenvolvimento na arte, a divisão do trabalho, do comércio, da indústria e processo de urbanização. Entre as principais polís a que se destaca é Esparta e Atenas. Em  termos artísticos o período caracteriza-se pela edificação dos primeiros templos inspirados nas habitações micênicas. É nessa sociedade que se realiza a primeira Olimpíada.A monarquia foi substituída pela aristocracia hereditária, observa-se também um grande crescimento populacional, na agricultura e no comércio.
Período Clássico (500-338 a.C.)  Período de esplendor da civilização grega, e marcado  por uma série de conflitos exter nos (Guerras Médicas) e interno (Guerra do Peloponeso).
Para os gregos, a cidade exerce um duplo e importante papel: ela liberta o cidadão, mas por outro lado, exige uma obediência em relação às obrigações desse cidadão.                                  Berço da democracia - Em Atenas, saber ler, escrever e aritmética eram atributos comum a toda população livre. As eleições para cargos públicos eram por sorteio, possibilitando igualdade de oportunidade, pois tantos ricos como pobres tinham lugares nos conselhos e tribunais. Assim, os cidadãos adquiriam experiência política e administrativa, interferindo, de certa forma, na estrutura de poder e classes.   A  Ágora   era o coração da cidade, espaço da fala, da política e da liberdade da Polis ateniense; local de múltiplas atividades, onde as pessoas conversavam sem que houvesse uma voz dominante. A vida em Atenas circulava na ágora com seus espaços de danças religiosas, palco para comer, negociar, ouvir fofocas e cumprir obrigações religiosas; local onde a grande massa da população se encontrava.





              Saiba mais...
                            Guerra de  Tróia

        
        Entre as muitas literaturas gregas a história da guerra entre gregos e troianos é a mais contada em todos os tempos. Conta que Helena a  princesa filha do rei de Esparta , prometida para ser casada com  Menelau um nobre cavaleiro, foi  rapta  levada  para Tróia por  Páris que se  apaixonou loucamente pela linda Helena.Menelau e seu irmão Agamenon mantendo um pacto de fidelidade e proteção organizam uma expedição contra Tróia.Foram longos dez anos de batalha, onde ambos os lados perderam muitos soldados e as muralhas de Tróia pareciam intransponíveis.Finalmente um guerreiro espartano chamado Ulisses teria uma brilhante idéia, construir um cavalo(animal sagrado para os troianos) e deixaria como presente de um reconhecimento de derrota. Os troianos levam o enorme cavalo para dentro de suas muralhas e ao comemorarem em uma grande festa ,eis que sai de dentro do cavalo soldados gregos que dominam surpreendentemente e incendeiam Tróia destruindo completamente. Esta seria a origem da expressão “presente de grego”. Essa história foi tema de vários filmes, e esteve até mesmo nos livros de História, mas o interessante é que historiares e arqueólogos não confirmam a veracidade desta história pois afirmam que não há nenhuma evidencia que um dia tenha ocorrido uma guerra entre gregos e troianos.


Figura 1 http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com/_Ik4q3WQwBus/TGBKo-uah7I/AAAAAAAAAwQ/ FMUDwV3rY5A/s1600/Tr%C3%B3ia.jpg&imgrefurl=http: //wandfilmes.blogspot.com/2010/08/troia.html&usg=__IxMUrR_DlApdIz6tB2Fmd13OzSU=&h=575&w=400&sz=51&hl=pt-BR&start=0&zoom=1&tbnid=PZ9jPSKDj67yjM:&tbnh=161&tbnw=112&ei=JPaxTYT8Lobo0QGOodm2AQ&prev=/search%3Fq%3Dtr%25C3%25B3ia%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DN%26biw%3D1003%26bih%3D491%26tbm%3Disch&um=1&itbs=1&iact=hc&vpx=546&vpy=87&dur=19&hovh=269&hovw=187&tx=125&ty=173&page=1&ndsp=8&ved=1t:429,r:2,s:0




Figura 2 http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://arquivom.files.wordpress.com/2008/11/0194216_troia300.jpg&imgrefurl=http://arquivom.wordpress.com/2008/11/11/troia/&usg=__l45TywV056ACIOSzzEsTTf3R-jI=&h=239&w=300&sz=35&hl=pt-BR&start=0&zoom=1&tbnid=nCRusbDBvVP-BM:&tbnh=161&tbnw=219&ei=JPaxTYT8Lobo0QGOodm2AQ&prev=/search%3Fq%3Dtr%25C3%25B3ia%26um%3D1%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DN%26biw%3D1003%26bih%3D491%26tbm%3Disch&um=1&itbs=1&iact=hc&vpx=322&vpy=133&dur=2670&hovh=191&hovw=240&tx=85&ty=136&page=1&ndsp=8&ved=1t:429,r:1,s:0